Mestrado

 

Mestrado em Administração Pública

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Administração Pública

Duração:

1 Ano e Meio


Perfil

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Competências

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Plano Curricular

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Mestrado em Desenvolvimento Económico Regional e Local

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Desenvolvimento Económico Regional e Local

Duração:

2 Anos


O curso de Mestrado Profissionalizante em Desenvolvimento Económico Regional e Local rege-se pela Lei n.27/2009 de 29 de Setembro, sobre o ensino superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38, pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Gestão de Turismo e Informática.

Moçambique é um País em construção com inúmeras oportunidades, mas também com muitos problemas e desafios. A economia regional no mundo globalizado necessita de especialistas que saibam aplicar os princípios de um desenvolvimento verdadeiramente humano, para o combate à pobreza e o melhoramento das condições de vida das populações e comunidades locais, por todo Moçambique. Para responder à necessidade de profissionais criativos, inovadores e competitivos que o sector está a exigir, a Faculdade de Gestão de Turismo e Informática orgulha-se de apresentar este mestrado.

Pretendemos oferecer uma formação integral, de qualidade, ao nível de exigência, reflexão e pesquisa, próprios de um curso de mestrado. Propomo-nos formar profissionais altamente qualificados no sector de Análise e Planeamento económicos para o desenvolvimento, profissionais capazes de tomar decisões e resolver problemas práticos com sucesso, em prol de um desenvolvimento económico e social harmonioso e sustentável.

A ênfase que este mestrado outorga à componente política e de gestão do desenvolvimento ampliará a visão dos nossos mestres e brindar-lhes-á novas oportunidades de emprego, nas áreas profissionais afins.

Perfil

O mestre em Desenvolvimento Económico Regional e Local é um professional capaz de promover o desenvolvimento económico e social a nível regional e local. Conhece as técnicas e sabe aplicar os métodos apropriados à concepção de estratégias que solucionem problemas concretos e práticos das comunidades. O graduado está habilitado para trabalhar em instituições governamentais e não governamentais, ligadas ao desenvolvimento, sendo capaz de analisar a realidade socio-económica local, tendo em conta a base teórica disponível.

O mestre em Desenvolvimento Económico Regional e Local poderá responder aos problemas da comunidade de forma dinâmica e criativa. Com base nas potencialidades locais, ele atrai parceiros e investidores nacionais e internacionais. Conhecedor dos aspectos envolvidos no desenvolvimento socio-económico, é capaz de desenvolver uma pesquisa intensiva para elaborar uma planificação inovadora, na busca de soluções para os desafios que a pobreza e o desenvolvimento apresentam, melhorando a qualidade de vida das comunidades.

Graças a uma formação personalizada e inovadora, o mestre em Desenvolvimento Económico Regional e Local adquire habilidades específicas de liderança, comunicação e gestão, e o desenvolvimento pessoal e profissional necessário para ocupar uma posição de responsabilidade no desenvolvimento do País, em particular na perspectiva socio-económica.

O público-alvo do Mestrado em Desenvolvimento Económico Regional e Local são profissionais licenciados em várias áreas que se queiram dedicar a trabalhar no desenvolvimento socio-económico do País, no combate à pobreza e na promoção humana e social justa.

Competências

O mestre em Desenvolvimento Económico Regional e Local é capaz de trabalhar como perito no sector público, assim como no privado, com competência em:

  • Conhecer a economia regional da SADC, as principais questões relacionadas com a economia do meio ambiente e os principais problemas económicos contemporâneos, e possuir as ferramentas para dar respostas aos desafios presentes.
  • Conhecer as principais metodologias de investigação e saber desenvolver projectos de pesquisa para intervir no desenvolvimento económico local.
  • Conhecer as transformações produzidas pelo desenvolvimento a nível internacional e local e ser capaz de analisar potenciais futuras transformações no contexto moçambicano.
  • Conhecer o funcionamento de organismos e instituições públicos e privados que trabalham com cooperação e desenvolvimento, assim como a sociologia do poder local.
  • Conhecer os mercados locais de emprego, e os mecanismos de dinamização destes mercados.
  • Conhecer os métodos estatísticos de estudo económico, assim como os métodos de análise dos indicadores da economia regional e local.
  • Conhecer os principais modelos e teorias de desenvolvimento socio-económico.
  • Conhecer os princípios do comércio internacional.
  • Conhecer os princípios micro e macro-económicos para o desenvolvimento.
  • Conhecer os princípios que a doutrina social da Igreja propõe para um desenvolvimento mais justo e humano.
  • Saber desenhar e propor políticas de desenvolvimento que se integrem nos projectos de desenvolvimento regional.
  • Saber realizar planos e propor estratégias de desenvolvimento socio-económico nos distritos, para a redução da pobreza e o melhoramento da qualidade de vida das comunidades, partindo das potencialidades por ela apresentadas.
  • Ser capaz de comunicar, efectivamente, com diferentes tipos de interlocutores em diferentes situações, e trabalhar em equipa, desenvolvendo as potencialidades do grupo.
  • Ser capaz de fazer uma diagnose dos principais problemas associados ao desenvolvimento e aplicar os princípios adequados para o progresso socio-económico.
  • Ser capaz de mediar entre os diferentes actores do desenvolvimento, operando a nível local (pessoas singulares e comunidades locais, actores públicos e privados, actores locais e internacionais), e interagir com parceiros locais e internacionais para o desenvolvimento socio-económico das comunidades.
  • Ter uma visão social ética, respeitosa do meio ambiente e da comunidade local, e possuir uma sensibilidade capaz de integrar estes tópicos numa política de planificação e desenvolvimento que unifique os interesses do desenvolvimento económico e dos reais benefícios que se pretendem para as comunidades, para a promoção de um desenvolvimento realmente humano.

Saídas Profissionais

O profissional formado neste mestrado poderá trabalhar, entre outras possibilidades, como:

  • Consultor para empresas privadas.
  • Formador de profissionais nas várias áreas relacionadas com o desenvolvimento socio-económico.
  • Gestor público a vários níveis, principalmente no município e governos distritais.
  • Oficial, gestor e consultor de projectos para ONGs e para organizações nacionais e internacionais, públicas e privadas, incluindo organizações económicas de desenvolvimento e agências de desenvolvimento local, assim como organismos de cooperação, que promovem o desenvolvimento e o combate à pobreza.
  • Pesquisador para centros de estudos do desenvolvimento regional e local.

Plano Curricular

Para completar o curso de Mestrado em Desenvolvimento Económico Regional e Local, cada estudante deverá acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos se referem às disciplinas curriculares e os restantes 30 à elaboração do trabalho de fim de curso (dissertação). Quem não concluir a parte da dissertação, terá direito a um diploma de pós-graduação.

Mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre

Faculdade:

Faculdade de Gestão de Turismo e Informática

Duração:

2 Anos


O curso de Mestrado Profissionalizante em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo rege-se pela Lei n.27/2009 de 29 de Setembro, sobre o ensino superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38, pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique, e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Gestão de Turismo e Informática.

As actividades turísticas, há longo tempo praticamente esquecidas em Moçambique, supõem, nos nossos dias, um vector fundamental do desenvolvimento económico, atraindo o interesse cada vez maior dos sectores público e privado. À semelhança do que está a acontecer em outros países, o Turismo pode tornar-se, em Moçambique, na primeira indústria e verdadeiro motor da economia e do desenvolvimento. Para responder à necessidade de profissionais criativos, inovadores e competitivos, que o sector está a exigir, a Faculdade de Gestão de Turismo e Informática orgulha-se de apresentar este mestrado.

Pretendemos oferecer uma formação integral, de qualidade, ao nível de exigência, reflexão e pesquisa, próprios de um curso de mestrado. Propomo-nos formar profissionais altamente qualificados no sector de gestão de empresas e actividades turísticas, promoção de destinos e gestão sustentável dos recursos, profissionais capazes de tomar decisões e resolver problemas práticos com sucesso, em prol de um desenvolvimento económico e social harmonioso e sustentável.

A ênfase que este mestrado outorga à componente económica e política do desenvolvimento ampliará a visão dos nossos mestres e brindar- lhes-á novas oportunidades de emprego, nas áreas profissionais afins.

Perfil

O mestre em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo é um profissional capaz de:

  • Gerir o Turismo com uma ampla visão; é capaz de intervir a nível local, nacional e internacional; conhecedor dos aspectos envolvidos no desenvolvimento sustentável, é capaz de desenvolver uma pesquisa intensiva para elaborar uma planificação inovadora, na busca de soluções para os desafios que o desenvolvimento socio-económico e o desenvolvimento do Turismo apresentam.
  • Usar as suas competências de gestão e seus conhecimentos sobre estratégias de desenvolvimento com uma alta sensibilidade para um desenvolvimento sustentável, o respeito dos direitos humanos, a redução da pobreza, a valorização do património histórico e cultural e da biodiversidade. Tais tópicos estão a tornar-se prioritários em todo o mundo, sobretudo onde os recursos naturais representam uma poderosa potencialidade para a expansão do Turismo, como em Moçambique.

Graças a uma formação personalizada e inovadora, o mestre em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo adquire habilidades específicas de liderança, comunicação e gestão, e o desenvolvimento pessoal e profissional necessário para ocupar uma posição de responsabilidade no desenvolvimento do País e no sector do Turismo em particular.

O público-alvo do Mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo são profissionais licenciados em várias áreas, interessados no desenvolvimento racional e sustentável do País e convictos da importância do Turismo como motor para esse desenvolvimento.

Competências

O mestre em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo é capaz de trabalhar como perito no sector público assim como no privado, com competência em:

  • Conhecer a economia regional da SADC, as principais questões relacionadas com a economia do meio ambiente e os principais problemas económicos contemporâneos, e possuir as ferramentas para dar respostas aos desafios presentes.
  • Conhecer as principais metodologias de investigação e saber desenvolver projectos de pesquisa para intervir no desenvolvimento económico local.
  • Conhecer as transformações produzidas pelo desenvolvimento a nível internacional e local e ser capaz de analisar potenciais futuras transformações no contexto moçambicano.
  • Conhecer o funcionamento de organismos e instituições públicos e privados que trabalham com cooperação e desenvolvimento.
  • Conhecer o papel do Turismo no contexto dos países em vias de desenvolvimento.
  • Conhecer os principais modelos e teorias de desenvolvimento socio-económico.
  • Conhecer os princípios de gestão de actividades empresariais.
  • Conhecer os princípios micro e macro-económicos para o desenvolvimento.
  • Conhecer os princípios que a doutrina social da Igreja propõe para um desenvolvimento mais justo e humano.
  • Saber gerir negócios privados e instituições ligadas ao desenvolvimento.
  • Saber identificar oportunidades na arte e cultura local para uma gestão sustentável de actividades turísticas.
  • Saber planear e implementar projectos e serviços turísticos.
  • Ser capaz de comunicar, efectivamente, com diferentes tipos de interlocutores em diferentes situações, e trabalhar em equipa, desenvolvendo as potencialidades do grupo.
  • Ser capaz de desenvolver projectos turísticos integrados no meio físico natural, para colaborar com a sua preservação, e de realizar uma gestão sustentável dos recursos naturais.
  • Ser capaz de fazer uma diagnose dos principais problemas associados ao desenvolvimento e aplicar os princípios adequados para o progresso socio-económico.
  • Ser capaz de mediar entre os diferentes actores nas actividades turísticas operando a nível local (pessoas singulares e comunidades locais, actores públicos e privados, actores locais e internacionais), e interagir com parceiros locais e internacionais dentro de um desenvolvimento sustentável dos destinos turísticos.
  • Ser capaz de promover serviços em geral, e destinos e produtos turísticos em particular, a mercados e consumidores alvo.
  • Ter uma visão social ética, respeitosa do meio ambiente e da comunidade local, e possuir uma sensibilidade capaz de integrar estes tópicos numa política de planificação e desenvolvimento que unifique os interesses turísticos e os interesses do meio social, para a promoção de um desenvolvimento realmente sustentável.

Saídas Profissionais

O profissional formado neste mestrado poderá trabalhar, entre outras possibilidades, como:

  • Consultor para empresas de turismo, na pesquisa, planificação, desenvolvimento e gestão de projectos turísticos.
  • Formador de profissionais nas várias áreas relacionadas com o desenvolvimento e o turismo.
  • Gestor do património cultural, de parques naturais e recreativos.
  • Oficial, gestor e consultor de projectos para ONGs e para organizações internacionais que promovem o turismo sustentável.
  • Operador particular com iniciativas de empreendedorismo na área de Turismo.
  • Perito em agências e instituições nacionais e internacionais de desenvolvimento.
  • Perito em agências nacionais e internacionais, para a planificação e desenvolvimento de projectos turísticos.
  • Perito em identificação e promoção de destinos, rotas e produtos turísticos que aproveitem as oportunidades do território, a história, a arte e a cultura local, para empresas turísticas e outras instituições.
  • Perito em instituições turísticas públicas, como colaborador e responsável para a planificação e desenvolvimento de políticas de Turismo sustentável.
  • Perito nos sectores de marketing e planificação em departamentos e instituições de turismo públicas e privadas.
  • Promotor e organizador de atracções e eventos turísticos (festivais, eventos culturais, etc.), assim como exibições e feiras comerciais do sector de Turismo.
  • Técnico de infra-estruturas e empresas turísticas.

Plano Curricular

Para completar o curso de Mestrado em Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Turismo, cada estudante deverá acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos se referem às disciplinas curriculares e os restantes 30 à elaboração do trabalho de fim de curso (dissertação). Quem não concluir a parte da dissertação terá direito a um diploma de pós-graduação.

Mestrado em Direito

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre

Duração:

4 Anos


Perfil

Conteúdo não disponível - Em manutenção

Competêncais

Conteúdo não disponível - Em manutenção

Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível - Em manutenção

Plano Curricular

Conteúdo não disponível - Em manutenção

Mestrado em Gestão e Administração Educacional

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre  em Gestão e Administração Educacional

Duração:

1 Ano e meio


O curso de Mestrado em Gestão e Administração Educacional rege-se pela Lei nº 27/2009, de 29 de Setembro, sobre o Ensino Superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Educação e Comunicação.

O curso visa desenvolver uma consciência analítica e crítica dos sistemas educativos, com vista ao reforço das capacidades de avaliação das dinâmicas organizacionais, das práticas educativas e do funcionamento dos contextos pedagógicos e administrativos do processo de ensino aprendizagem, bem como da optimização dos meios e recursos educativos próprios e da rede comunitária.

Pretende ainda promover e formar gestores que assegurem e dêem continuidade às políticas educacionais em Moçambique.

O Curso visa, igualmente, incentivar a investigação teórica e aplicada à gestão e administração educacional.

Perfil

O graduado em Gestão e Administração Educacional é um profissional capaz de:

  • Gerir e administrar as instituições educacionais, nos contextos pedagógicos modernos;
  • Facultar o conhecimento, teórico e prático, requerido para o desempenho das funções de gestor e administrador educacional;
  • Incrementar uma atitude crítica e ética;
  • Identificar e promover o uso das novas tecnologias da informação e comunicação, aplicadas à educação;
  • Pesquisar na área da sua especialização.

Competências

Tendo em conta as exigências do mercado no âmbito do saber, do saber fazer e do saber estar, os mestres devem adquirir, ao longo do curso, as seguintes competências profissionais:

  • Conhecer a psicossociologia das organizações;
  • Conhecer as políticas públicas e a gestão educacional;
  • Conhecer as teorias contemporâneas da educação;
  • Saber desenhar currículos;
  • Saber gerir com qualidade as instituições educativas;
  • Saber gerir recursos humanos e administrativos;
  • Saber gerir, monitorar e avalia projectos educacionais;
  • Saber organizar trabalhos pedagógicos;
  • Saber supervisionar e inspeccionar instituições educativas;
  • Saber utilizar métodos adequados para uma boa investigação;
  • Ser um gestor íntegro e ético.

Saídas Profissionais

O curso de Mestrado em Gestão e Administração Educacional habilita o estudante para as áreas profissionais de:

  • Gestão de instituições educacionais públicas e privadas;
  • Supervisão e inspecção educacional;
  • Gestão de recursos humanos e administrativos;
  • Concepção e desenvolvimento de currículos escolares;
  • Pesquisa científica.

Plano Curricular

O Plano curricular do Mestrado em Gestão e Administração Educacional apresenta a seguinte estrutura:

Para completar a parte académica do 2.º Ciclo de três semestres (Mestrado), o estudante deve acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos em disciplinas curriculares e 30 créditos no trabalho de fim do curso (Seminário: Dissertação).

Mestrado em Gestão e Administração de Negócios (MBA)

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Gestão e Administração de Negócios

Duração:

1 Ano e Meio


O curso de Mestrado em Gestão e Administração de Negócios (MBA) tem como objectivo desenvolver e reforçar as competências dos gestores de Moçambique e produzir analistas de negócios e administradores, tanto no sector público, como privado, altamente qualificados.

O programa incentiva o desenvolvimento de competências empresariais e de prática de gestão, abordando os desafios de uma economia regional e global, a partir de uma perspectiva internacional.

O curso incorpora a teoria e a prática das funções da empresa (contabilidade, finanças, gestão e comercialização), bem como temas mais especializados, com foco empresarial e interface das políticas públicas.

Perfil

O Mestre em Gestão e Administração de Negócios da Universidade Católica de Moçambique posiciona-se como um profissional capaz de desempenhar funções nas mais diversas áreas, de uma entidade pública ou privada.

Os amplos conhecimentos de gestão e administração de empresas, adquiridos durante o curso, permitem ao graduado ter uma elevada capacidade de análise, segurança na tomada de decisões em ambientes incertos, flexibilidade para a mudança estratégica e desenvolvimento de competências directivas.

O programa destina-se a preparar os estudantes para assumir um papel preponderante na criação, gestão e direcção de empresas privadas, organizações governamentais e não governamentais.

Competências

Após terminar o MBA, o graduado terá as seguintes competências:

  • Conceber e desenvolver os seus próprios empreendimentos com sucesso;
  • Saber analisar os problemas de marketing e aplicar os conceitos do marketing mix;
  • Saber aplicar as teorias gerenciais nas organizações públicas e privadas;
  • Saber aplicar fundamentos económicos e de gestão no processo de tomada de decisões;
  • Saber clarificar e quantificar os elementos de incerteza que podem existir no processo de tomada de decisões;
  • Saber formular estratégias de marketing e desenvolver programas de marketing;
  • Saber interpretar e analisar os documentos financeiros da organização e usá-los para tomar decisões financeiras sustentáveis;
  • Saber tomar decisões estratégicas a todos os níveis funcionais da organização;
  • Ter conhecimentos dos desafios complexos que envolvem a gestão de pessoas.

Saídas Profissionais

Os mestres em Gestão e Administração de Negócios poderão trabalhar no sector público e/ou privado, assim como usar os conhecimentos adquiridos para se tornar um empreendedor de sucesso.

A pessoa que adquire o grau de mestre em MBA depara-se com as seguintes saídas profissionais:

  • Analista de projectos;
  • Assessor de Administração de qualquer área funcional;
  • Assessor financeiro;
  • Assistente de direcção, administrativo;
  • Consultor de gestão, de marketing e de recursos humanos;
  • Director de marketing, de recursos humanos e financeiro;
  • Director geral;
  • Gestor de logística;
  • Gestor de operações;
  • Planificador.

Plano Curricular

Para completar o curso e obter o grau de mestrado em Gestão e Administração de Negócios o estudante deverá concluir com todas as disciplinas curriculares de modo a obter um total de 90 créditos.

Mestrado em Tecnologias da Informação

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Tecnologias da Informação

Duração:

2 Anos


O novo curso de Mestrado Profissionalizante em Tecnologias da Informação rege-se pela Lei n.27/2009 de 29 de Setembro, sobre o ensino superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Gestão de Turismo e Informática. Com um elevado nível académico e um corpo docente internacional, a UCM quer trazer a Moçambique um curso especializado para profissionais com uma clara vontade de superação.

Os estudantes poderão realizar, dentro do Mestrado em Tecnologias da Informação, uma especialização em uma das seguintes áreas:

  • Database Administration (Administração de Bases de Dados).
  • Software Engineering (Engenharia de Software).
  • Systems and Network Administration (Administração de Sistemas e Redes).

Os estudantes que não completarem a parte da dissertação, podem receber um diploma de pós-graduação em Tecnologias da Informação, com especialização numa das três áreas citadas.

Cada módulo está desenhado, é ensinado e actualizado por uma equipa de académicos com uma longa experiência de pesquisa e consultoria no seu campo. Isto possibilita que os estudantes fiquem expostos ao pensamento actual e possam estar em contacto com importantes novos desenvolvimentos nas Tecnologias da Informação e Comunicação.

Perfil

O mestre em Tecnologias da Informação é um profissional altamente qualificado, com habilidades de gestão e uma perspectiva ampla sobre os negócios e o mercado, e com um treinamento avançado em Tecnologias da Informação, que lhe permitem dar uma resposta criativa e profissional a problemas concretos, por meio das tecnologias actuais e emergentes.

O público-alvo do Mestrado em Tecnologias da Informação são profissionais licenciados em várias áreas, compreendendo Tecnologias da Informação, Matemática, Física ou Engenharia Electrónica. Candidatos com outros cursos, mas uma experiência profissional no campo das Tecnologias da Informação, podem também ser considerados. Se necessário, o candidato pode ser chamado para uma entrevista inicial.

Competências

O mestre em Tecnologias da Informação possui as seguintes competências:
  • Conhecer os princípios subjacentes das tecnologias da informação actuais e emergentes.
  • Possuir habilidades técnicas e profissionais avançadas para um desenvolvimento profissional contínuo.
  • Ser capaz de desenvolver pesquisas que contribuam para o desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias.
  • Ser capaz de desenvolver um pensamento analítico e crítico.
  • Ser capaz de integrar as Tecnologias da Informação com os fundamentos da gestão de empresas.
  • Ser capaz de planificar, desenhar e construir, usando as práticas e técnicas mais reconhecidas, soluções de Tecnologias da Informação viáveis e apropriadas para problemas específicos, que compreendam características como confiabilidade, qualidade e segurança.
  • Ter habilidades elevadas de comunicação, interpessoais e de trabalho em equipa.
Saídas Profissionais

O profissional formado neste mestrado poderá trabalhar no sector privado, no sector público ou criar negócios próprios, para consultoria e gestão de serviços na aplicação das tecnologias da informação, desenvolvimento de software e administração de sistemas e redes. Igualmente, poderá trabalhar como investigador especializado nas tecnologias da informação, e como académico ou docente universitário.

Plano Curricular

Para completar o curso de Mestrado em Tecnologias da Informação, cada estudante deverá acumular 93 créditos académicos, dos quais 63 créditos se referem às disciplinas curriculares e os restantes 30 à elaboração do trabalho de fim de curso (dissertação). Quem não concluir a parte da dissertação, terá direito a um diploma de pós-graduação.