Mestrado

 

Mestrado em Administração Pública

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Administração Pública

Duração:

1 Ano e Meio


Perfil

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Competências

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Plano Curricular

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Mestrado em Ciência Política: Governação e Relações Internacionais

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Ciência Política (Governação e Relações Internacionais)

Duração:

1 ano e meio


A Universidade Católica de Moçambique (UCM), atenta à necessidade do desenvolvimento socio-político, de abertura para a promoção de valores da justiça, paz e reconciliação, pretende ministrar o curso de Pós-Graduação e Mestrado em Ciências Políticas: Governação e Relações Internacionais, em parceria com o Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa (IEP-UCP).

O curso de Pós-Graduação em Ciência Política: Governação e Relações Internacionais está concebido a partir do fundamento de que Moçambique é um país em processo de consolidação da democracia, em que o sentido de pertença à família moçambicana começa a ganhar terreno na sociedade, facto que irá permitir o seu processo de integração na SADC.

Perfil

O Pós-Graduado e/ou Mestre é um profissional no desempenho de funções nos diversos níveis de administração pública e governativa (municipal, provincial e nacional), como na contribuição para a área de funções políticas. Os graduados terão conhecimentos de estudos políticos e governação na óptica regional, nacional e internacional.

Competências

O Pós-Graduado e/ou Mestre em Ciências Politicas: Governação e Relações Internacionais deverá, no final do curso, estar dotado das seguintes competências:

  • Contribuir sob diversas formas para a incrementação dos níveis de boa governação;
  • Saber qualificar e modernizar a actividade política;
  • Saber sedimentar a percepção globalizante da democracia, alternância do poder, direitos humanos e estabilidade política;
  • Saber ser eficiente quanto à gestão do bem público;
  • Ser capaz de disseminar e ancorar, ao nível académico e profissional, a matriz científica dos estudos sobre Ciência Política, nomeadamente ao nível da Governação e Relações Internacionais.

Saídas Profissionais

As saídas profissionais do Pós-Graduado e/ou Mestrado em Ciências Politicas: Governação e Relações Internacionais são:

  • Analistas sociais, políticos e de opinião pública
  • Colaboradores de programas nacionais e internacionais de apoio à boa governação
  • Formação complementar à carreira diplomática
  • Jornalistas políticos, assessores (governo, embaixadas e ONGs)
  • Líderes partidários
  • Membros de Assembleias municipais, provinciais e da República
  • Responsáveis e funcionários da administração local, regional e nacional

Plano Curricular

O curso é composto de 9 disciplinas pluridisciplinares. Os alunos que concluam a fase curricular com a classificação média de 12 (78 ECTS) valores poderão obter o certificado de Pós-Graduado em Ciência Política: Governação e Relações Internacionais, serão designados “candidatos a mestre” e poderão passar à fase de dissertação de Mestrado (120 ECTS). Quando concluída a fase de dissertação com sucesso, obterá o certificado de Mestre em Ciência Política: Governação e Relações Internacionais.

Mestrado em Contabilidade e Auditoria

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Contabilidade e Auditoria

Duração:

1 Ano e Meio


Perfil

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve!

Competências

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve!
 
Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve!

Plano Curricular

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve!

Mestrado em Economia e Gestão de Empresa (MA)

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Economia e Gestão de Empresa

Duração:

1 ano e meio


Perfil

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve

Competências

 Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve

Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve

Plano Curricular

Conteúdo não disponível. Queira voltar a visitar-nos em breve

Mestrado em Gestão e Administração de Negócios (MBA)

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Gestão e Administração de Negócios

Duração:

1 Ano e Meio


O curso de Mestrado em Gestão e Administração de Negócios (MBA) tem como objectivo desenvolver e reforçar as competências dos gestores de Moçambique e produzir analistas de negócios e administradores, tanto no sector público, como privado, altamente qualificados.

O programa incentiva o desenvolvimento de competências empresariais e de prática de gestão, abordando os desafios de uma economia regional e global, a partir de uma perspectiva internacional.

O curso incorpora a teoria e a prática das funções da empresa (contabilidade, finanças, gestão e comercialização), bem como temas mais especializados, com foco empresarial e interface das políticas públicas.

Perfil

O Mestre em Gestão e Administração de Negócios da Universidade Católica de Moçambique posiciona-se como um profissional capaz de desempenhar funções nas mais diversas áreas, de uma entidade pública ou privada.

Os amplos conhecimentos de gestão e administração de empresas, adquiridos durante o curso, permitem ao graduado ter uma elevada capacidade de análise, segurança na tomada de decisões em ambientes incertos, flexibilidade para a mudança estratégica e desenvolvimento de competências directivas.

O programa destina-se a preparar os estudantes para assumir um papel preponderante na criação, gestão e direcção de empresas privadas, organizações governamentais e não governamentais.

Competências

Após terminar o MBA, o graduado terá as seguintes competências:

  • Conceber e desenvolver os seus próprios empreendimentos com sucesso;
  • Saber analisar os problemas de marketing e aplicar os conceitos do marketing mix;
  • Saber aplicar as teorias gerenciais nas organizações públicas e privadas;
  • Saber aplicar fundamentos económicos e de gestão no processo de tomada de decisões;
  • Saber clarificar e quantificar os elementos de incerteza que podem existir no processo de tomada de decisões;
  • Saber formular estratégias de marketing e desenvolver programas de marketing;
  • Saber interpretar e analisar os documentos financeiros da organização e usá-los para tomar decisões financeiras sustentáveis;
  • Saber tomar decisões estratégicas a todos os níveis funcionais da organização;
  • Ter conhecimentos dos desafios complexos que envolvem a gestão de pessoas.

Saídas Profissionais

Os mestres em Gestão e Administração de Negócios poderão trabalhar no sector público e/ou privado, assim como usar os conhecimentos adquiridos para se tornar um empreendedor de sucesso.

A pessoa que adquire o grau de mestre em MBA depara-se com as seguintes saídas profissionais:

  • Analista de projectos;
  • Assessor de Administração de qualquer área funcional;
  • Assessor financeiro;
  • Assistente de direcção, administrativo;
  • Consultor de gestão, de marketing e de recursos humanos;
  • Director de marketing, de recursos humanos e financeiro;
  • Director geral;
  • Gestor de logística;
  • Gestor de operações;
  • Planificador.

Plano Curricular

Para completar o curso e obter o grau de mestrado em Gestão e Administração de Negócios o estudante deverá concluir com todas as disciplinas curriculares de modo a obter um total de 90 créditos.

Mestrado em Gestão de Desenvolvimento

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Gestão de Desenvolvimento

Duração:

1 Ano e Meio


O curso de Mestrado em Gestão do Desenvolvimento rege-se pela Lei nº 27/2009, de 29 de Setembro, sobre o Ensino Superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Educação e Comunicação.

O curso visa formar profissionais capazes de promover o desenvolvimento económico e social a nível regional e local. Numa perspectiva multidisciplinar virada para a prática, o curso habilita os estudantes a adquirir técnicas e métodos apropriados à concepção de estratégias que solucionem problemas concretos e práticos das comunidades.

O curso permitirá formar quadros nacionais que tenham capacidade para:

  • Analisar a realidade sócio-económica local, tendo em conta a base teórica disponível;
  • Fazer a apreciação crítica das políticas públicas implementadas, propondo medidas para acelerar o processo de descentralização, a governação e a inclusão participativa e o desenvolvimento conduzido pelos actores locais.

Perfil

O mestre em Gestão do Desenvolvimento é um profissional capaz de responder aos problemas da comunidade de forma dinâmica e criativa, identificando a influência de factores exógenos no desenvolvimento local.

Concebendo projectos de intervenção, ele actua nas comunidades locais, contribuindo para a melhoria das condições sociais e económicas das mesmas.

Com base nas potencialidades locais, o mestre é capaz de atrair parceiros e investidores nacionais e internacionais. Como pesquisador, promove e divulga pesquisas, com o fim de melhorar a qualidade de vida das comunidades.

Como profissional, deverá ter autonomia intelectual e capacidade crítica para articular teorias, métodos e práticas sociais na sua actuação, bem como compreender a realidade regional e local das comunidades.

O público-alvo do Mestrado em Gestão do Desenvolvimento, são profissionais licenciados ou equivalentes que trabalham na área de desenvolvimento, nas diversas organizações governamentais e não governamentais.

Competências

O mestre em Gestão do Desenvolvimento deve reunir, no final do curso, as seguintes competências:

  • Aplicar métodos e técnicas na gestão do desenvolvimento regional e local;
  • Aplicar métodos e técnicas participativas relevantes a nível das comunidades;
  • Conhecer as organizações internacionais ligadas ao desenvolvimento e os acordos internacionais relativos a questões ligadas ao desenvolvimento;
  • Conhecer as teorias e modelos do desenvolvimento;
  • Coordenar projectos de desenvolvimento humano nas várias instituições;
  • Desenhar e propor políticas de desenvolvimento que se integrem nos projectos de desenvolvimento regional;
  • Desenhar, implementar, monitorar e avaliar projectos de intervenção nas comunidades;
  • Desenvolver pesquisas para a solução de problemas práticos das comunidades rurais;
  • Interpretar os modelos de gestão pública social a nível das políticas do desenvolvimento: local, regional, nacional e internacional;
  • Promover a gestão sustentável de recursos naturais da comunidade;
  • Propor estratégias de desenvolvimento nos distritos, partindo das potencialidades dos mesmos;
  • Ser capaz de analisar a governação em Moçambique e as suas influências no desenvolvimento regional e local;
  • Ser capaz de intervir nas comunidades de forma íntegra e ética;
  • Ser capaz de trabalhar de forma dinâmica e em equipa;
  • Ser íntegro e ético;
  • Ser um profissional capaz de contribuir para a mudança e o desenvolvimento social;
  • Ter capacidade científica e técnica especializada para colaborar na elaboração de instrumentos de desenvolvimento.

Saídas Profissionais

O curso de Mestrado em Gestão do Desenvolvimento habilita o estudante a trabalhar em:

  • Centros de estudos de desenvolvimento regional e local;
  • Instituições de pesquisa para promoção do desenvolvimento das comunidades;
  • Instituições governamentais viradas para o desenvolvimento da comunidade;
  • Município e governos distritais;
  • ONG’s viradas para o desenvolvimento das comunidades;
  • Organizações económicas de desenvolvimento (OECD) e Agências de desenvolvimento local (ADEL);
  • Organizações internacionais e de cooperação;
  • Projectos de intervenção comunitária.

Plano Curricular

Para completar a parte académica do 2.º Ciclo de 3 semestres (Mestrado), o estudante deve acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos se referem às 8 disciplinas curriculares e os restantes 30 créditos à elaboração do trabalho de fim do curso (Seminário: Dissertação).

Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Gestão de Recursos Humanos

Duração:

2 Anos


O curso de Mestrado em Gestão de Recursos Humanos rege-se pela Lei nº 27/2009, de 29 de Setembro, sobre o Ensino Superior, publicada no Boletim da República Iº Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na UCM.

Os Recursos Humanos são hoje considerados o activo mais valioso das empresas. Neste contexto, a posição competitiva das empresas passa, em boa parte, pela capacidade dos seus gestores atraírem e manterem as competências estratégicas necessárias e de formarem uma equipa de colaboradores empenhados e comprometidos com o trabalho e a missão da empresa.

As competências exigidas para o reforço da posição competitiva das empresas num quadro de mercado aberto são diversificadas e mutáveis. Nesta perspectiva, para dar resposta há novas solicitações, a Universidade Católica de Moçambique desenhou o Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, consciente de que a formação superior dos recursos humanos requer uma sofisticação crescente das técnicas e das metodologias de gestão.

O curso de Mestrado em Gestão de Recursos Humanos tem a duração de quatro (4) semestres correspondendo a acumulação de 120 créditos. Na UCM, uma unidade de crédito académico corresponde a vinte e cinco (25) horas de trabalho do estudante, que inclui frequência às aulas teóricas e práticas, estudo individual e de grupo, realização de provas, trabalho de tutoria, entre outros. A distribuição de créditos por unidade curricular obedece o critério de proporcionalidade entre o número de créditos e o volume do trabalho na unidade curricular.

Perfil

No contexto da adequação ao perfil descrito às unidades curriculares, o curso tem por finalidade proporcionar aos mestres em Gestão de Recursos Humanos conteúdos que podem ser aprimorados com a auto-aprendizagem ao longo da vida:

  1. O conhecimento e domínio de técnicas de resolução de problemas de gestão de recursos humanos, em situações novas e não familiares, e contribuindo para que, enquanto gestores de recursos humanos, se tornem agentes de mudança e de reforço do desempenho e do bem-estar organizacional, por um lado, e bem-estar dos recursos humanos, por outro lado.
  2. Conhecimento das literacias formais e não formais e análise crítica das questões de gestão de recursos humanos nos contextos organizacionais em que ocorrem.
  3. Integração de conhecimentos, lidar com questões complexas, desenvolver soluções ou emitir juízos em situações de informação limitada ou incompleta, incluindo reflexões sobre as responsabilidades éticas e sociais que resultem ou condicionem essas soluções e esses juízos.
  4. Domínio de estratégias no campo do relacionamento interpessoal, no âmbito do trabalho em equipa, motivação e na resolução e gestão de conflitos.
  5. O domínio e o desenvolvimento de competências éticas/deontológicas e de pesquisa em temáticas ligadas a gestão de recursos humanos, aliada a capacidade de comunicar seus conhecimentos, raciocínios, e as suas conclusões, de uma forma clara e sem ambiguidades

Competências

O graduado mestre em Gestão de Recursos Humanos, para solucionar problemas concretos de gestão dos processos, políticas e práticas dos recursos humanos, deve desenvolver as seguintes capacidades:

  1. Responder aos problemas concretos da gestão dos processos, políticas e práticas que envolvem as pessoas nas organizações de forma dinâmica, criativa e proactiva aplicando com mestria os instrumentos e técnicas de gestão de recursos humanos, de desenvolvimento organizacional e de facilitação dos processos de mudança.
  2. Planear, organizar e implementar políticas e práticas sobre qualquer vertente de gestão de recursos humanos e, avaliar a sua eficácia e, cumulativamente, identificar, analisar, interpretar os factores ambientais e avaliar o seu impacto na gestão de recursos humanos.
  3. Conceber, gerir de forma integrada projectos aplicáveis a um todo coerente e consistente com as políticas de gestão dos recursos humanos das organizações, contribuindo para a que tenham colaboradores motivados, competentes e comprometidos com as suas missões.
  4. Agir e ter um comportamento ético, autonomia intelectual e capacidade crítica para articular teorias, métodos e práticas sociais e organizacionais, ou seja, analisar, interpretar e criticar comportamentos individuais ou de grupos em contexto de trabalho e avaliar as suas implicações para os indivíduos e para a organização bem como compreender na generalidade a realidade da gestão de recursos humanos.
  5. Propor, promover e desenvolver autonomamente, de forma rigorosa, sistemática e completa, investigações sobre temáticas de gestão de recursos humanos com o fim de melhorar o desempenho profissional e a qualidade de vida do capital humano dentro das organizações.

Saídas Profissionais

Todas as organizações funcionam com e necessitam de pessoas. E se partimos do pressuposto de que não existe nenhuma organização sem pessoas, pode-se afirmar seguramente que, o mestre em Gestão Recursos Humanos tem um vasto leque de saídas profissionais, podendo exercer a sua actividade profissional em qualquer instituição, empresa ou organização governamental ou não governamental, nas áreas de:

  • Gestão de Pessoal;
  • Gestão de Relações Laborais;
  • Assessoria de Administração;
  • Gestão de Recrutamento e Seleção;
  • Gestão de Carreiras; Gestão de Desempenho;
  • Mediação de Conflitos Laborais;
  • Gestão Estratégica de Mudança;
  • Formação Profissional e Avaliação de Desempenho.

Plano Curricular

Para completar a parte académica do 2º Ciclo de quatro (4) semestres o estudante deve acumular 120 créditos académicos, dos quais 60 créditos se referem os 10 módulos e os restantes 60 créditos podem ser acumulados tendo em conta a Dissertação para elaboração do Trabalho de Fim de Curso do Mestrado Académico.

Mestrado em Saúde Pública

Grau académico:

Mestrado em Saúde Pública

Título Profissional:

Mestre em Saúde Pública

Duração:

2 Anos


O Mestrado em Saúde Pública é criado no âmbito do desenvolvimento institucional da UCM como forma de responder aos novos desafios na área de ciências da saúde.

A partir do ano 2000 a UCM abriu na Beira, a Faculdade de Medicina, actualmente denominada de Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), que ao longo destes anos, dedica-se à formação de técnicos e especialistas em saúde, ao nível de Licenciatura, nas áreas de Medicina, Enfermagem, Análises Clínicas, Administração e Gestão Hospitalar, Farmácia, Psicologia Clínica e Assistência Social e, contribui, assim, para o aperfeiçoamento e a qualificação do pessoal e o aumento da qualidade de atendimento na rede nacional da saúde.

Todavia, no mundo de rápidas transformações e mudanças, impulsionadas pelas tecnologias de informação e pela velocidade de construção de novos conhecimentos sabe-se que os pressupostos técnicos/práticos e teóricos que os profissionais de saúde adquirem em níveis anteriores e de Licenciatura seriam insuficientes para habilitá-los às competências e aos saberes necessários a essa área, tão sensível e delicada. Daí a necessidade de aprofundamento da formação dos profissionais de saúde em níveis de Pós-Graduação, o que motiva a criação do Mestrado em Saúde Pública.

Com a criação do Mestrado em Saúde Pública, a UCM participa de forma activa na concretização do preconizado pela legislação do Ensino Superior, ora em vigor em Moçambique, no sentido de “desenvolver acções de pós-graduação tendente à profissionalização científico e técnico dos docentes e dos profissionais de nível superior em serviço nos vários ramos e sectores de actividades”. (Cfr. Lei 5/2003, de 21 de janeiro, art. 3, alínea f).


OBJECTIVOS DO CURSO

Objectivos Gerais

No final do curso de Mestrado em Saúde Pública os graduados deverão: desenvolver conhecimentos, aptidões e competências teóricas e práticas que os habilitem à realização de análise, planificação, desenvolvimento, implementação e avaliação de políticas públicas e tecnologias em saúde, tendo em conta os contextos epidemiológicos, social e ambiental no cenário nacional e internacional, em prol da melhoria da saúde das populações e do sistema de saúde, tanto em Moçambique como em âmbito mais alargado do continente africano e do mundo, no plano científico, profissional e da cidadania.


PERFIS DO CURSO

O curso de Mestrado em Saúde Pública a ser desenvolvido pela UCM-FCS vem atender à formação no mais alto nível. Neste sentido, o curso pauta por uma exigência maior no perfil de entrada que se manifestará no perfil de saída e ocupacional dos futuros mestres.

Perfil de entrada

Podem candidatar-se ao curso de Mestrado em Saúde Pública da UCM-FCS:

  1. Candidatos que tenham concluído o nível de licenciatura ou equivalente, devidamente reconhecido pelas autoridades moçambicanas, em áreas de Medicina, Enfermagem, Análises Clínicas, Farmácia, Ciências Veterinárias e Biológicas, Ciências Sociais, Economia e áreas afins;
  2. Os que tendo concluído o nível anterior demonstrem a partir de um concurso documental possuir capacidades básicas para a sua frequência

Perfil

Espera-se que ao final do curso de Mestrado em Saúde Pública, os graduados possam dispor de conhecimentos e aptidões que os habilitem a contribuir para a melhoria da saúde das populações e dos sistemas de saúde, tanto em Moçambique como em âmbito mais alargado, no plano científico, profissional e da cidadania para além de competências para:

  1. Reunir, analisar, interpretar e apresentar com rigor o estado actual do conhecimento sobre as principais questões da Saúde Pública e as suas vertentes;
  2. Participar na planificação, execução e avaliação de acções concretas nos sistemas de saúde e na comunidade;
  3. Contribuir, como profissionais e cidadãos, para a melhoria da saúde e dos sistemas de saúde, tanto no País como no conjunto da África e, sempre que se proporcionar, num âmbito ainda mais alargado, particularmente nos países do mundo inteiro;
  4. Reflectir e avaliar, crítica e continuamente, a respectiva prática profissional;
  5. Exercer actividades específicas nas áreas de especialização previstas.

Competências

Especificamente, ao fim do curso de Mestrado em Saúde Pública os graduados devem ser capazes de:

  1. Promover a saúde, reduzindo o impacto das doenças entre as populações; a partir da planificação, execução e avaliação de acções concretas nos sistemas de saúde e nas comunidades;
  2. Actuar criticamente no desenho de estudos e práticas de saúde pública a partir de conhecimentos acumulados sobre os processos ecológicos, evolutivos e sociais envolvidos no surgimento de epidemias e endemias das doenças transmissíveis.
  3. Realizar investigações interdisciplinares sobre os problemas que emergem na construção e aplicação do conhecimento em saúde pública, através do desenvolvimento da capacidade analítica e interpretativa das realidades socioculturais.
  4. Actuar em áreas de docência e nos diversos âmbitos de formação de profissionais de saúde.

Saídas Profissionais

Espera-se que o Mestre em Saúde Pública possa exercer as seguintes actividades:

  1. Na direcção das diversas instituições do sistema nacional de saúde, organizações não-governamentais e afins;
  2. Na assessoria e consultoria dos órgãos de gestão em saúde de instituições públicas, estatais, privadas e comunitárias;
  3. Na gestão dos processos de certificação da segurança alimentar e ambiental em empresas públicas, privadas e organizações não-governamentais.
  4. Na investigação e docência em instituições de formação na área da saúde.

Plano curricular

Conteúdo não disponível - volte em breve.

Mestrado em Tecnologias da Informação

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Tecnologias da Informação

Duração:

2 Anos


O novo curso de Mestrado Profissionalizante em Tecnologias da Informação rege-se pela Lei n.27/2009 de 29 de Setembro, sobre o ensino superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Gestão de Turismo e Informática. Com um elevado nível académico e um corpo docente internacional, a UCM quer trazer a Moçambique um curso especializado para profissionais com uma clara vontade de superação.

Os estudantes poderão realizar, dentro do Mestrado em Tecnologias da Informação, uma especialização em uma das seguintes áreas:

  • Database Administration (Administração de Bases de Dados).
  • Software Engineering (Engenharia de Software).
  • Systems and Network Administration (Administração de Sistemas e Redes).

Os estudantes que não completarem a parte da dissertação, podem receber um diploma de pós-graduação em Tecnologias da Informação, com especialização numa das três áreas citadas.

Cada módulo está desenhado, é ensinado e actualizado por uma equipa de académicos com uma longa experiência de pesquisa e consultoria no seu campo. Isto possibilita que os estudantes fiquem expostos ao pensamento actual e possam estar em contacto com importantes novos desenvolvimentos nas Tecnologias da Informação e Comunicação.

Perfil

O mestre em Tecnologias da Informação é um profissional altamente qualificado, com habilidades de gestão e uma perspectiva ampla sobre os negócios e o mercado, e com um treinamento avançado em Tecnologias da Informação, que lhe permitem dar uma resposta criativa e profissional a problemas concretos, por meio das tecnologias actuais e emergentes.

O público-alvo do Mestrado em Tecnologias da Informação são profissionais licenciados em várias áreas, compreendendo Tecnologias da Informação, Matemática, Física ou Engenharia Electrónica. Candidatos com outros cursos, mas uma experiência profissional no campo das Tecnologias da Informação, podem também ser considerados. Se necessário, o candidato pode ser chamado para uma entrevista inicial.

Competências

O mestre em Tecnologias da Informação possui as seguintes competências:
  • Conhecer os princípios subjacentes das tecnologias da informação actuais e emergentes.
  • Possuir habilidades técnicas e profissionais avançadas para um desenvolvimento profissional contínuo.
  • Ser capaz de desenvolver pesquisas que contribuam para o desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias.
  • Ser capaz de desenvolver um pensamento analítico e crítico.
  • Ser capaz de integrar as Tecnologias da Informação com os fundamentos da gestão de empresas.
  • Ser capaz de planificar, desenhar e construir, usando as práticas e técnicas mais reconhecidas, soluções de Tecnologias da Informação viáveis e apropriadas para problemas específicos, que compreendam características como confiabilidade, qualidade e segurança.
  • Ter habilidades elevadas de comunicação, interpessoais e de trabalho em equipa.
Saídas Profissionais

O profissional formado neste mestrado poderá trabalhar no sector privado, no sector público ou criar negócios próprios, para consultoria e gestão de serviços na aplicação das tecnologias da informação, desenvolvimento de software e administração de sistemas e redes. Igualmente, poderá trabalhar como investigador especializado nas tecnologias da informação, e como académico ou docente universitário.

Plano Curricular

Para completar o curso de Mestrado em Tecnologias da Informação, cada estudante deverá acumular 93 créditos académicos, dos quais 63 créditos se referem às disciplinas curriculares e os restantes 30 à elaboração do trabalho de fim de curso (dissertação). Quem não concluir a parte da dissertação, terá direito a um diploma de pós-graduação.