Extensão de Gurué

A visão da UCM baseia-se, essencialmente, na consolidação e reforço da sua posição como centro de excelência, na promoção de:

  1. Conhecimento e inovação tecnológica;
  2. Actividade de investigação científica;
  3. Prestação de serviços de extensão e de intervenção no desenvolvimento económico, ético e social do país, da região e do mundo.

A UCM almeja ser reconhecida como uma universidade de referência nacional, regional e internacional pelo dinamismo, criatividade, qualidade e excelência dos seus cursos, actividades de investigação científica e serviços prestados à comunidade.

Visão

Orientada por princípios cristãos católicos, a UCM tem por missão:

  1. Desenvolver e difundir o conhecimento científico e a cultura;
  2. Promover, nos vários domínios do saber, a formação integral de qualidade e permanente de cidadãos e profissionais, comprometidos com a vida e com o desenvolvimento sustentável da sociedade moçambicana, bem como do mundo em geral.

Licenciatura

Licenciatura em Administração Pública

Grau académico:

Licenciatura

Título Profissional:

Técnico de Administração Pública

Duração:

4 Anos


O curso de Licenciatura em Administração Pública rege-se pela Lei n.27/2009 de 29 de Setembro, sobre o ensino superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na FENG. O curso visa formar profissionais qualificados para actuar nos vários domínios de Administração Pública:

  • Administração Autárquica
  • Finanças e Orçamento Público
  • Políticas Públicas e Governação
  • Relações Públicas.

O curso foi concebido para os regimes à distância e presencial, sendo que para os dois primeiros graus académicos são concedidos licenciatura e pós-graduação. Desta forma, todos os candidatos que tenham o bacharelato em programas relacionados, como Economia, Gestão, Sociologia, Filosofia, Psicologia, Direito, etc., podem adquirir o grau de Licenciatura em Administração Pública.

A intervenção do Estado nos aspectos políticos, económicos, sociais e tecnológicos para a regularização dos problemas surgidos nos mecanismos é imprescindível. Assim, este curso pretende desenvolver um programa que permitirá dar um upgrade aos quadros do Sector Público, para que possam dar respostas adaptadas às várias necessidades que o País apresenta e/ou poderá apresentar no futuro.

Perfil

O licenciado em Administração Pública é um profissional capaz de responder aos desafios colocados nos serviços público e privado: modernização, proximidade e dinamismo. Os graduados deste programa são profissionais com as seguintes capacidades:

  • Fazer uma apreciação do sistema governamental, requisitos legais, governação e ética, gestão pública e desenho de políticas, partindo de perspectivas teóricas para métodos práticos;
  • Perceber como as instituições públicas são estruturadas, a composição do quadro do pessoal e recursos materiais, bem como o modo de implementação das políticas, incluindo a apreciação de queixas e de recursos de cidadãos e outros clientes do governo Moçambicano.

Competencias

O licenciado em Administração Pública terá, no fim do seu curso, as seguintes aptidões:

  • Adquirir competências teóricas em segmentos específicos do saber jurídico e económico, na óptica da Administração Pública;
  • Apreender os mais recentes conhecimentos e desenvolvimentos nos domínios da gestão das políticas, regulação e contratação públicas e do seu quadro institucional e organizacional;
  • Conhecer as principais teorias e abordagens da área da Administração Pública;
  • Conhecer como e porquê as políticas governamentais sociais e económicas são elaboradas e implementadas, como as instituições públicas são estruturadas, a composição do quadro do pessoal e recursos materiais, e como são implementadas as políticas, incluindo a apreciação de queixas e de recursos de cidadãos e outros clientes do Governo;
  • Conhecer os fundamentos e conceitos básicos da administração pública;
  • Demonstrar uma cultura de investigação e pesquisa em matéria de assuntos sociais.
  • Desenvolver competências que permitam uma aprendizagem constante ao longo da vida, com um certo grau de autonomia;
  • Reflectir e racionalizar os métodos e práticas de gestão da Administração Pública;
  • Saber apreciar o sistema governamental, requisitos legais, governação e ética e gestão pública, e desenhar políticas, partindo da perspectiva teórica para métodos práticos;
  • Saber contribuir para a formação permanente, a integração e a adaptabilidade profissionais, com o inerente reforço da empregabilidade local e nacional;
  • Saber investigar e inovar, nos domínios das ciências jurídicas, económicas aplicadas e da Administração Pública;
  • Ter capacidade de adaptação à modernização e mudança na Administração Pública, em particular no que diz respeito à sociedade do conhecimento.

Saídas Profissionais

Os licenciados deste curso poderão enquadrar-se, especialmente, no sector público; contudo, abre horizontes para a administração no sector privado. O objectivo do curso é a formação e capacitação de profissionais capazes de operar em vários domínios do sector público. Eis algumas possibilidades:

  • Administração e Finanças
  • Administração e Gestão Pública
  • Auditoria e Fiscalidade
  • Contabilidade e Administração
  • Contabilidade e Finanças Públicas
  • Contabilidade e Fiscalidade
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão do Património
  • Gestão Pública e Autárquica
  • Gestor de Empresas Municipais
  • Gestor de Organizações Não Governamentais
  • Gestor nas Empresas públicas e privadas
  • Gestores em instituições participadas pelo Estado
  • Gestores na Administração Pública central e local
  • Gestores nas Instituições privadas, em particular as fornecedoras de bens e serviços ao Estado

Plano Curricular

Para completar o curso de Licenciatura em Administração Pública, cada estudante deverá aprovar a todas as disciplinas ou módulos do plano curricular, os quais perfazem um total de 180 créditos académicos.

Licenciatura em Contabilidade e Auditoria

Grau académico:

Licenciatura

Título Profissional:

Licenciado em Contabilidade e Auditoria

Duração

4 Anos


O curso de Licenciatura em Contabilidade e Auditoria foi introduzido em 2010 pela Universidade Católica de Moçambique - Faculdade de Economia e Gestão (FEG), na Beira. É leccionado em regime presencial e tem a duração de três anos. Este curso revela-se um instrumento metodológico indispensável à garantia da conformidade de interpretação dos registos financeiros, bem como à fiabilidade dos respectivos conteúdos, desempenhando uma função imprescindível na facilitação da globalização dos negócios.

Actualmente, o Mercado identifica a necessidade de acolher profissionais com estas competências, que permitam responder às vicissitudes e características apresentadas pelas exigências crescentes do mundo dos negócios. O sector público também necessita de profissionais com este perfil, habilitados para aplicar os princípios contabilísticos patentes no Plano Geral de Contabilidade (PGC) e respectivos planos sectoriais.

Atendendo à procura do mercado, o curso de Licenciatura em Contabilidade e Auditoria responde ao desafio da formação moderna que requer quadros competentes, capazes de lidar com o actual ambiente de negócios. A Licenciatura também prepara os estudantes para dois importantes tipos de Auditoria: Interna e Financeira, fornecendo as competências necessárias para que os futuros licenciados possam ser reconhecidos pelo organismo Internacional - Institute of Internal Auditing.

Perfil

O graduado em Contabilidade e Auditoria tem um conhecimento global do funcionamento de uma organização e dos seus ambientes. Possui conhecimentos práticos e teóricos, universalmente aceites, e está habilitado a desenvolver as suas actividades em instituições que operam nos mercados monetário e financeiro, bancos, seguradoras, organizações empresariais privadas e públicas, empresas de Auditoria e Consultoria, ONG’s, entre outras.

O graduado tem facilidade em trabalhar em equipa, conceber soluções para problemas concretos, desempenhar tarefas que exigem uma dedicação elevada e, muitas vezes, com grande autonomia.

Competências

O licenciado em Contabilidade e Auditoria deve adquirir, ao longo do curso, as seguintes competências básicas de formação profissional:

  • Capacidade para aprender e desenvolver a teoria e a prática contabilística, bem como o meio envolvente em que se desenvolveu e vai aplicar;
  • Capacidade para processar e compilar a informação contabilística e iniciar a sua interpretação/ análise;
  • Saber utilizar o Software informático apropriado para processamento da informação contabilística;
  • Capacidade para proceder à análise e relevação contabilística das diferentes operações empresariais;
  • Diferenciar entre os fins da contabilidade e da fiscalidade e seus efeitos;
  • Encerrar as contas e apurar os resultados do exercício;
  • Elaborar o balanço, a demonstração de resultados líquidos, a demonstração dos fluxos de caixa e o anexo;
  • Preparar e elaborar demonstrações financeiras consolidadas;
  • Capacidade para preparar relatórios e contas intercalares, anuais e por segmentos;
  • Aprender a noção e importância dos investimentos financeiros;
  • Dominar o tratamento contabilístico legal/fiscal das operações especiais e das imobilizações;
  • Aplicar as normas internacionais de contabilidade no registo das transacções e na apresentação das demonstrações financeiras;
  • Conhecer os conceitos e aspectos fundamentais inerentes à profissão e ao processo de auditoria, incluindo as funções dos auditores, os princípios e normas por que se regem e respectiva responsabilidade;
  • Abordar os princípios éticos e deontológicos.

Saídas Profissionais

A Licenciatura em Contabilidade em Auditoria tem por objectivo formar profissionais com competências nas áreas de Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria.

Estes profissionais estão preparados para assumir as seguintes funções:

  • Responsáveis de contabilidade em empresas,
  • Responsáveis pela gestão fiscal nas empresas,
  • Auditores,
  • Gestores financeiros,
  • Consultores na área de Contabilidade e Fiscalidade em empresas privadas, empresas e serviços do Estado, bem como em empresas do ramo de consultoria contabilística e fiscal e firmas de auditoria. Para além disso, este curso satisfaz os requisitos académicos para inscrição como Técnico Oficial de Contas.

Plano Curricular

Para completar a parte académica do 1.º ciclo de 3 anos (Licenciatura), cada estudante terá de aprovar às 36 disciplinas, somando um total de 180 créditos, distribuídos da seguinte forma:

  • 15 Disciplinas nucleares (abarcando as matérias consideradas essenciais ao nível da área de Contabilidade e Auditoria) num total de 80 créditos;
  • 16 Disciplinas de formação complementar com um total de 72 créditos;
  • 5 Disciplinas da área de especialização num total de 28 créditos.

Licenciatura em Direito

Grau académico:

Licenciatura

Título Profissional:

Licenciado em Direito

Duração:

4 Anos


Perfil

O licenciado em Direito é um jurista que pode aplicar o seu saber e os seus conhecimentos no aconselhamento a toda e qualquer situação da vida social e, ao contrário do que se possa pensar, a sua actividade não é apenas litigiosa, sendo mais eficaz e mais plena quando a sua actuação se desenvolve naquilo a que hoje chamamos de “advocacia preventiva”.

Como profissional, o licenciado em Direito mostra uma polivalência e interdisciplinaridade muito fortes, no actual contexto da globalização e da “febre legislativa” a que assistimos.

Quase nada queda exterior ao mundo do Direito, e é esse mundo de possibilidades que pretendemos oferecer aos nossos estudantes, com qualidade e inovação.

No âmbito da missão da Universidade, pretendemos desenvolver, nos nossos estudantes, uma consciência crítica positiva e capaz de solucionar com sucesso os conflitos que possam surgir, trazendo soluções justas e preconizadas na ratio e no espírito do legislador.

Competências

O licenciado em Direito deve reunir no final da sua formação, além da capacidade de interpretação e aplicação de qualquer solução legislativa, as seguintes competências:

  • Aconselhar a qualquer cidadão ou entidade no cumprimento dos ditames legais, criando situações hipotéticas que elucidem o ouvinte, quanto às consequências jurídico-legais do incumprimento do estipulado na lei;
  • Defender e promover os direitos humanos e os direitos fundamentais preconizados pelo legislador constituinte;
  • Descrever correctamente os processos de aplicação das normas, tendo em conta a sua estrutura de previsão e estatuição;
  • Descrever e analisar os fins das penas e das medidas de segurança, tendo em conta a proporcionalidade e a ressocialização dos infractores;
  • Desenvolver uma forte capacidade de argumentação;
  • Enquadrar o sistema jurídico moçambicano dentro da família romano-germânica, sem obliterar o seu enquadramento regional;
  • Fazer o enquadramento jurídico-legal de qualquer situação fáctica ao mundo do Direito;
  • Incutir e promover os valores da Justiça, ética e bem-estar social;
  • Promover o respeito pela legalidade e pelas instituições;
  • Solucionar os litígios que se lhe apresentam, tendo em conta os interesses protegidos e acolhidos pelo legislador.

Saídas Profissioanais

As oportunidades que se apresentam ao licenciado em Direito constituem um leque vasto em que podemos citar, de entre outros:

  • Advogados;
  • Chefes de departamento jurídicos de empresas privadas;
  • Conservadores de Registo;
  • Consultor jurídico de empresas ou instituições do Estado;
  • Consultores jurídicos;
  • Diplomatas (Relações Internacionais);
  • Magistratura do Ministério Público (Procuradores da República);
  • Magistratura Judicial (Juízes);
  • Municípios, Governos e Assembleias Provinciais;
  • Notários;
  • ONG´s que trabalham no âmbito dos Direitos Humanos;
  • Organizações internacionais, incluindo as regionais;
  • Recursos Humanos.

Plano Curricular

Um percurso trienal de orientação jurídico-especializado, centrada em duas áreas que caracterizam o ordenamento didáctico da Faculdade, privilegiando o estudo dos diversos sistemas e institutos jurídicos numa perspectiva histórica, comparada e internacional. A divisão do plano de estudos em dois ciclos permite a obtenção de:

  • Licenciatura em Direito de Estado e Democracia (trienal)
  • Licenciatura em Direito Económico e Social (trienal)

Mestrados

Mestrado em Administração Pública

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Administração Pública

Duração:

1 Ano e Meio


Perfil

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Competências

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Saídas Profissionais

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Plano Curricular

Conteúdo não disponível - Em manutenção.

Mestrado em Gestão e Administração Educacional

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre  em Gestão e Administração Educacional

Duração:

1 Ano e meio


O curso de Mestrado em Gestão e Administração Educacional rege-se pela Lei nº 27/2009, de 29 de Setembro, sobre o Ensino Superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Educação e Comunicação.

O curso visa desenvolver uma consciência analítica e crítica dos sistemas educativos, com vista ao reforço das capacidades de avaliação das dinâmicas organizacionais, das práticas educativas e do funcionamento dos contextos pedagógicos e administrativos do processo de ensino aprendizagem, bem como da optimização dos meios e recursos educativos próprios e da rede comunitária.

Pretende ainda promover e formar gestores que assegurem e dêem continuidade às políticas educacionais em Moçambique.

O Curso visa, igualmente, incentivar a investigação teórica e aplicada à gestão e administração educacional.

Perfil

O graduado em Gestão e Administração Educacional é um profissional capaz de:

  • Gerir e administrar as instituições educacionais, nos contextos pedagógicos modernos;
  • Facultar o conhecimento, teórico e prático, requerido para o desempenho das funções de gestor e administrador educacional;
  • Incrementar uma atitude crítica e ética;
  • Identificar e promover o uso das novas tecnologias da informação e comunicação, aplicadas à educação;
  • Pesquisar na área da sua especialização.

Competências

Tendo em conta as exigências do mercado no âmbito do saber, do saber fazer e do saber estar, os mestres devem adquirir, ao longo do curso, as seguintes competências profissionais:

  • Conhecer a psicossociologia das organizações;
  • Conhecer as políticas públicas e a gestão educacional;
  • Conhecer as teorias contemporâneas da educação;
  • Saber desenhar currículos;
  • Saber gerir com qualidade as instituições educativas;
  • Saber gerir recursos humanos e administrativos;
  • Saber gerir, monitorar e avalia projectos educacionais;
  • Saber organizar trabalhos pedagógicos;
  • Saber supervisionar e inspeccionar instituições educativas;
  • Saber utilizar métodos adequados para uma boa investigação;
  • Ser um gestor íntegro e ético.

Saídas Profissionais

O curso de Mestrado em Gestão e Administração Educacional habilita o estudante para as áreas profissionais de:

  • Gestão de instituições educacionais públicas e privadas;
  • Supervisão e inspecção educacional;
  • Gestão de recursos humanos e administrativos;
  • Concepção e desenvolvimento de currículos escolares;
  • Pesquisa científica.

Plano Curricular

O Plano curricular do Mestrado em Gestão e Administração Educacional apresenta a seguinte estrutura:

Para completar a parte académica do 2.º Ciclo de três semestres (Mestrado), o estudante deve acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos em disciplinas curriculares e 30 créditos no trabalho de fim do curso (Seminário: Dissertação).

Mestrado em Psicopedagogia

Grau académico:

Mestrado

Título Profissional:

Mestre em Psicopedagogia

Duração:

1 Ano e Meio


O curso de Mestrado em Psicopedagogia rege-se pela Lei nº 27/2009, de 29 de Setembro, sobre o Ensino Superior, publicada no Boletim da República I Série, Número 38; pelos Estatutos da Universidade Católica de Moçambique e pelo Regulamento em vigor na Faculdade de Educação e Comunicação.

A especificidade do curso reside na sua orientação para a intervenção psicopedagógica em diversos contextos socio-institucionais, intervenção baseada no estudo aprofundado do funcionamento psicossocial da pessoa humana. 

Perfil

O graduado em Psicopedagogia é um profissional capaz de dar assistência a professores, orientando-os a prevenir e a evitar o fracasso no processo de ensino-aprendizagem.

Ele dedica-se ao assessoramento da instituição escolar, visando assegurar ao profissional as condições necessárias para uma melhor compreensão do complexo processo de ensinar e aprender.

O público alvo do Mestrado em Psicopedagogia são profissionais licenciados em pedagogia, psicologia ou que trabalham em qualquer área da educação.

Competências

Tendo em conta as exigências do mercado no âmbito do saber, do saber fazer e do saber estar, os mestres devem adquirir, ao longo do curso, as seguintes competências profissionais:

  • Compreender o processo de aprendizagem em todas as etapas do desenvolvimento humano;
  • Conhecer as políticas públicas e a gestão educacional;
  • Conhecer os processos de investigação em psicopedagogia;
  • Saber analisar os factores do fracasso dos alunos;
  • Saber analisar os problemas de aprendizagem com sentido crítico e metodologias adequadas;
  • Saber diagnosticar e encaminhar os problemas de aprendizagem;
  • Ser capaz de assessorar professores no âmbito do processo de ensino-aprendizagem;
  • Ser íntegro e ético.

Saídas Profissionais

O curso de Mestrado em Psicopedagogia habilita o estudante para trabalhar em:

  • Áreas de treinamento, educação contínua e assessoria para contratação de pessoal com necessidades especiais (deficientes);
  • Consultoras psicopedagógicas;
  • Entidades governamentais ou não governamentais, actuando em comissões de planeamento, capacitação e avaliação educativa;
  • Instituições educacionais;
  • Institutos de formação de professores.

Plano Curricular

Para completar a parte académica do 2.º Ciclo de três semestres (Mestrado), o estudante deve acumular 90 créditos académicos, dos quais 60 créditos em disciplinas curriculares e 30 créditos no trabalho de fim do curso (Seminário: Dissertação).