A Faculdade de Ciências Agronómicas (FCA) da Universidade Católica de Moçambique (UCM), conta possui um termómetro de infravermelhos, desde o dia 27 de Maio do presente ano, com o objectivo primordial da medição de temperatura corporal de modo a reduzir o risco a propagação do coronavírus.

Com o crescente aumento de casos de Covid-19 em Moçambique, em particular na zona norte, esta medida aumenta as medidas preventivas a faculdade tem em uso para minimizar a propagação do vírus dentro das suas instalações. 

A Directora da FCA, Eng. Cornélia Gafah, disse que o aparelho foi adquirido com fundos próprios, sendo que a escolha do modelo foi pelo facto deste não carecer de contacto com os utentes no momento de triagem. Acrescentou que a intenção é de fortalecer as medidas existentes na UB de combate ao coronavírus (lavagem de mãos, uso de máscara e distanciamento social), e garantir a triagem antes do acesso as instalações. Ao terminar, aconselhou as demais instituições que ainda não adoptaram a medida para o fazerem de forma a participarem na luta contra propagação da Covid-19.

Em entrevista, o utente Eng. Armando Langa, regozijou-se pela iniciativa empreendida pela Direcção da FCA, pois o termómetro facultará o processo de avaliação de temperatura neste momento árduo. Em adição, afirmou que todos utentes irão corresponder com as orientações que apelam à observância de todas as medidas emanadas em pandemia.

Autor e Imagem: Belito Oliveira – Relações Publicas