Terça-feira · 22 Agosto 2017
Futuros Estudantes
Estudantes
Académicos
Funcionários
Graduados
Combate ao HIV/SIDA

A Universidade Católica de Moçambique está consciente da dimensão que a pandemia do HIV/SIDA atingiu no País e da importância das consequências que tal transporta. Solidária com as iniciativas relavantes da República de Moçambique e fiel aos seus próprios princípios Católicos, a UCM assumiu e mantém o compromisso de colaborar e actuar no sentido de promover uma política do HIV/SIDA baseada nos direitos humanos.

Sendo simultaneamente uma instituição de ensino superior e da Igreja Católica, a UCM vê como sua missão, neste contexto de HIV/SIDA, contribuir para a construção duma comunidade solidária, baseada na integridade e respeito pelo Homem através da difusão do pensamento, ideias e valores cristãos, a fim de promover uma cultura de solidariedade, fraternidade, paz, justiça e democracia no País. A sua acção tem, assim, incidido dentro da instituição, com estudantes e funcionários, bem como na sociedade Moçambicana, juntamente com outros parceiros a níveis local, regional e internacional.

A política da UCM sobre HIV/SIDA desenvolve-se em quatro componentes principais:

• Direitos e responsabilidades de funcionários e estudantes afectados e infectados pelo HIV/SIDA.
• Prestação de serviços de prevenção, cuidados e apoio dentro do campus universitário.
• Integração do HIV/SIDA no ensino, na pesquisa e na prestação de serviços de todas as faculdades, centros e unidades da universidade.
• Implementação da política: estruturas, procedimentos, monitoria e revisão da política.

Em concordância com os princípios, normas e valores que orientam a sua política, a UCM insiste na consciencialização da comunidade universitária, envolvendo-a na responsabilidade de criar um ambiente solidário relativamente aos trabalhadores e estudantes que vivem com HIV/SIDA, bem como à sociedade em geral. Assim, foram organizados Núcleos estudantis nas Faculdades, compostos por activistas voluntários, que colaboram com as Comunidades no sentido de minorar o impacto e a propagação do HIV/SIDA. Actualmente, funcionam nas Unidades Básicas os seguintes Núcleos de HIV/SIDA:

• CHALUMO – Faculdade de Gestão de Turismo e Informática, Pemba;
• MUKHALELO – Faculdade de Agricultura, Cuamba;
• OTHKULA MAITHO – Faculdade de Direito, Nampula;
• PABDHOZI – Faculdade de Ciências de Saúde, Beira;
• SADHIKIRA – Centro de Ensino à Distância, Beira;
• TIKABHATANA TINO KUNDA – Faculdade de Engenharia, Chimoio;
• TIRI TESSE – Faculdade de Economia e Gestão, Beira;
• TIRI TONSE – Delegação da UCM, Tete;
• VAMODHA – Faculdade de Ciências Sociais e Políticas, Quelimane;
• VAMOSA – Faculdade de Educação e Comunicação, Nampula.
• UMPEPE – Extensão da UCM, Lichinga.


Na UCM, a pessoa vivendo com HIV/SIDA não será discriminada em nenhum aspecto da sua vida na Universidade a qual lhe reconhece o direito à dignidade, respeito e privacidade em relação ao seu estado de saúde. No âmbito da implementação da política de HIV/SIDA, a UCM oferece serviços de aconselhamento e testagem voluntária de profissionais de saúde.