Terça-feira · 22 Agosto 2017
Futuros Estudantes
Estudantes
Académicos
Funcionários
Graduados

Faculdade de Gestão de Turismo e Informática (FGTI), Pemba | 23.12.2016

Núcleo Shalumo da FGTI junta-se às celebrações do dia mundial da luta contra o HIV/SIDA em Pemba.

O Núcleo Shalumo da FGTI participou, na cidade de Pemba, numa marcha envolvendo várias instituições e organizações da sociedade civil, em comemoração da passagem do dia Mundial da luta contra o HIV/SIDA que se assinalou no dia 01 de Dezembro corrente.

As celebrações deste dia, que tinham como Lema, “Por amor a vida, protejo-me do HIV/SIDA” iniciaram com uma marcha na praça da Emulação socialista da cidade de Pemba, passando pela Av. Eduardo Mondlane e contornando pela Av. 25 de Setembro até ao campo 25 de Setembro, onde foram realizadas diversas actividades tais como: ginástica aeróbica, feira de saúde, teatros, actuações musicais com os artistas locais.

O Delegado do Núcleo Provincial de Combate ao HIV/SIDA de Cabo Delgado Dr. Talles Jemuce, na sua intervenção alusiva a cerimónia, partilhou um pouco sobre o surgimento do dia 01 de Dezembro: “O dia 01 de Dezembro foi decretado dia mundial de combate ao SIDA em 1981 depois de ser diagnosticado o primeiro caso, o que fez com que as Nações unidas tivessem decretado este dia como sendo o dia mundial de luta contra o HIV/SIDA. E em Moçambique já passam 30 anos depois do primeiro diagnóstico e foi justamente em Cabo Delgado onde houve o primeiro caso de HIV/SIDA, e este ano assinala-se este dia sob o lema: Por amor a vida protejo-me do HIV/SIDA”- referiu o Delegado.

O Secretario permanente de Cabo Delgado, Dr. António Mapure, em representação da Excelentíssima governadora da província de Cabo Delgado, na sua intervenção fez menção ao desafio que o País ainda tem por enfrentar, que é o estigma contra a pessoa vivendo com HIV/SIDA e ainda acrescentou: “O número dos testados está a crescer cada vez mais, o que mostra o interesse dos cidadãos na causa do combate desta pandemia. Não obstante, a prevenção é a melhor forma de nos precavermos desta doença, Por isso, é preciso despertar a sua atenção e empatia para com as pessoas vivendo com HIV/SIDA, porque é possível combater essa doença ”.

Estiveram presentes neste evento, várias organizações entre as quais: Kaeria, Amodefa, associação dos Jovens da Zona de Cariacó entre outras, e contou com a participação do Governo da província.

Facebook Google Digg LinkedIn Twitter
<< Ir a Notícias