Sábado · 18 Novembro 2017
Futuros Estudantes
Estudantes
Académicos
Funcionários
Graduados
Faculdade de Economia e Gestão
Corpo Directivo
Conselho Científico
  • Membros
  • Dr. Ramires Mlucasse
    Dr. Abudo Issufo Amade
    Dr. Alexandre Muchanga
    Prof. Doutora Amália Merina Maúa Dickie
    Dr.ª Amina Mamudo Tingane
    Dr.ª Ana Júlia Guacha Saltiel
    Prof. Doutora Esther Masarira
    Dr.ª Felicidade Segundo Banze
    Ir. Ana Fontana
    Dr. Júlio Leão Moura
    Dr.ª Leonor Gonçalves
    Prof. Doutor Luís Cipriano Quepe
    Dr. Luís Macunha Natal
    Dr.ª Margarete Heidemann Vida
    Prof. Doutora Maria Albertina Barbito
    Dr. Samuel Obadias Simango
    Dr. Sérgio Niquisse
    Dr. Teregererwa J. Maforo
    Dr. Leonardo Paulo Cossa

Contacto

    Faculdade de Economia e Gestão
    Av. Eduardo Mondlane, 149
    C.P. 821 - BEIRA
    Moçambique
    Secretaria
    Tel.: 23 329 373
    Fax: 23 329 376
    E-mail: feg@ucm.ac.mz

    Relações Públicas
    Leonor Gonçalves

A Faculdade de Economia e Gestão (FEG) da Universidade Católica de Moçambique (UCM) iniciou as suas actividades no ano de 1995 por decisão da Conferência Episcopal de Moçambique. É uma pessoa colectiva privada de utilidade pública, dotada de personalidade jurídica e goza de autonomia científica, pedagógica e administrativa.

Missão
Orientada por princípios cristãos e comprometida com a qualidade, inovação e valores éticos, na busca da verdade, a FEG promove nos vários domínios do saber, desenvolvimento intelectual e integral a seus estudantes para serem profissionais capazes de contribuir positivamente para o desenvolvimento social e político de Moçambique.

Visão
A Faculdade de Economia e Gestao pretende se tornar um instuicao de referencia na extensão, pesquisa e no ensino, indissociáveis e comprometidos com a qualidade e inovação dos valores éticos

Objectivos
• Fortalecer a sua identidade na prestação de serviços educacionais com qualidade e inovação;
• Formar um Homem íntegro com conhecimentos científicos sólidos e valores éticos e morais cimentados;
• Pautar pela diferenciação actualizando periodicamente as metodologias de ensino conforme os progressos tecnológicos;
• Consolidar as políticas institucionais no que se refere a componente de HIV/SIDA, género e assédio sexual;
• Reforçar as parcerias nacionais e internacionais; Promover a sua visibilidade dentro dos valores cristãos;
• Utilizar a inovação tecnológica para inovar produtos e serviços educacionais e Executar melhorias nas condições de trabalho e assistência social dos docentes e de todo o staff administrativo e de apoio.