A Faculdade de Engenharia e o Instituto de Educação à Distância da Universidade Católica de Moçambique, colocou à disposição no mercado de trabalho 231 formados, nos graus de licenciatura e mestrado.

O cumprimento rigoroso das medidas de prevenção da COVID-19, marcaram o evento, que contou com a participação ao mais alto nível, de destacar a Sua Exa. Reverendíssima Dom João Carlos, Bispo do clero diocesano de Chimoio, o Vice-Reitor para Área de Administração e Finanças da Universidade Católica de Moçambique, Prof. Doutor Armindo Tambo em representação do Magnífico Reitor da UCM, a Senhora Directora dos Serviços Provinciais de Assuntos Sociais, Dra. Maria de Lurdes Manso Rosário Brige, em representação de sua Excelência, o Secretário de Estado na Província de Manica, Sua Exa. Governadora da Província, Dra. Francisca Domingos Tomás, Membros de Direcção da Faculdade de Engenharia e do Instituto de Educação à Distância e da Magnífica Reitora da Universidade Púngue, a Prof. Doutora Emília Afonso Nhalevilo.

 A primeira parte da cerimónia foi marcada pela celebração eucarística, presidida por Dom João Carlos, que na ocasião destacou o papel que a Universidade Católica de Moçambiquet tem na formação do Homem novo, guiado pela ʺSabedoria, Fé e Esperançaʺ.

Na ocasião, e em representação do Magnífico Reitor da UCM, Prof. Doutor Padre Filipe Sungo, o Vice-Reitor Professor Doutor Armindo Tambo, disse que a Universidade Católica, tem vindo a actualizar a sua missão, visão, valores, objectivos, e linhas de investigação, de modo a proporcionar aos estudantes uma forma diferente de pensar.

ʺEsta pandemia demostrou que sem um sistema de ensino, de carácter científico e tecnológico actualizado, seria muito mais difícil enfrentar calamidades ou promover o crescimento sustentávelʺ, referiu o Prof. Doutor Armindo Tambo, acrescentandoque tendo em conta as práticas pedagógicas e a qualidade dos serviços educativos, a UCM vai realizar em Novembro do presente ano, o V Congresso Internacional que contará com oradores nacionais e estrangeiros.

Os graduados, na sua mensagem, falaram dos desafios que lhes esperam, tendo em conta a batalha actual na busca incessante de emprego. Renovaram o espírito de compromisso em tudo fazer para não defraudar as expectativas dos seus encarregados, Universidade e do país inteiro na implementação do que aprenderam durante o tempo que estiveram na UCM.

A Governadora de Manica, Dra. Francisca Domingos Tomás, na sua intervenção reiterou que o país está actualmente a apostar na formação do capital humano porque sem ele não poderá se desenvolver. Louvou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Universidade Católica de Moçambique, na formação de diferentes quadros na nossa sociedade e na emancipação de género, tendo em conta que dos graduados há uma presença significativa de mulheres graduadas.

Para terminar, a sua Excelência Directora dos Serviços Provinciais de Assuntos Sociais, Dra. Maria de Lurdes Manso Rosário Brige, em representação da Sua Excelência Secretário de estado em Manica, reiterou o contributo que a UCM, em Manica e não só, tem vindo a desempenhar na formação superior de vários quadros a nível nacional e internacional. Tal contributo tem sido bastante notório, razão pela qual a Universidade Católica ocupa uma posição de destaque no ranking das melhores Universidades do país.

Participaram presencialmente da cerimónia de graduação 300 pessoas, por conta das limitações causadas pela COVID-19, os demais participantes acompanharam pelas diversas plataformas e redes sociais usadas pela Universidade Católica de Moçambique.

Relações Públicas – Fibion Sithole

Galeria

Noticias Relacionadas

English EN Italian IT Portuguese PT