A Faculdade de Ciências Agronómicas (FCA) da Universidade Católica de Moçambique (UCM), conta com o primeiro Professor Doutor, desde o passado, dia 8 de Dezembro do ano em curso. Trata-se do Professor Doutor Nito da Conceição Impissa, docente da FCA. 

 Nito Impissa, ingressou em 2016, o curso de Doutoramento em Humanidades pela Faculdade de Ciências Sociais e Políticas (FCSP) da Universidade Católica de Moçambique (UCM), em parceria com Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) – Brasil.

Nito Impissa alcançou o grau de Professor Doutor, depois de ter feito os níveis de Mestrado e Licenciatura pela UCM, nos anos de 2015 e 2010 respectivamente. Entretanto, a sua Tese de Doutoramento, subordinou-se ao tema: “Alteridade e Responsabilidade como Possível enfrentamento da crise ética da pós-modernidade” que foi apresentada através da plataforma “ZOOM Meeting”.    

Em relação a composição da banca, foram os membros de júri: Magnifico Reitor da Universidade Católica de Moçambique (UCM), Professor Doutor Padre Filipe Sungo – Presidente do Júri, tendo sido representado pelo Professor Doutor Lino Marques Samuel; Arguente 1: Professor Doutor António José Romero Valverde, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – Brasil. Argente 2: Professora Doutora Michele Bobsin Duarte da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Brasil; Vogal 1: Professor Doutor Geovani Moretto – UPCPR; Vogal 2: Professor Doutor Lino Marques Samuel – UCM e, a Tese foi supervisionada pelo Professor Doutor Jelson Roberto de Oliveira – UPCPR.

Depois de três horas e meia de defesa da tese, perante a sua apresentação, o argente Nito da Conceição Impissa foi declarado “Professor Doutor em Humanidades”.

Seguidamente, a Directora da FCA, Engª Cornélia Gafah, partilhou a informação que dava conta que o Nito Impissa, já é o primeiro Professor Doutor da FCA, a toda comunidade académica através das redes sociais (WhatsApp).

Em entrevista, feita depois da sua defesa, o Professor Doutor Nito da Conceição Impissa, disse que o grau académico por ele alcançado acaba sendo de tamanha relevância para si, já que se viu desafiado a almejar tal nível académico. Concomitantemente reconheceu a missão e responsabilidade que tem, em contribuir de forma significativa para o crescimento da pesquisa, da investigação, e mesmo em questões ligadas a extensão do saber.

No que tange ao nível profissional, reiterou que é um ganho não individualizado, mais sim para todos como FCA e também como UCM, porque passará a preencher aquela expectativa de ter mais Professores Doutores, mais pessoas com propriedades de certas matérias, para resolução de problemas quotidianos e futuros. Impissa aproveitou a ocasião para referir que o grau acaba sendo grande satisfação para família, a qual agradeceu pela forças, apoios incondicionais que têm prestado.

Texto: Belito Oliveira – Relações Públicas

Imagens: Professor Doutor Nito Impissa

Galeria

Noticias Relacionadas

English EN Italian IT Portuguese PT